terça-feira, 24 de agosto de 2010

Cidades brasileiras precisam de sistema de ônibus rápido


17/8/2010


Foto: NTU

À esquerda: Otávio Vieira da Cunha
As 47 cidades brasileiras que contam com mais de 500 mil habitantes deveriam implementar o sistema de ônibus rápido, o BRT (Bus Rapid Transit). Foi o que afirmou o presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Vieira da Cunha Filho, na abertura do Seminário Nacional NTU 2010, promovido pela instituição e realizado nesta terça (17) e quarta-feira(18) em Brasília (DF).

O presidente da NTU falou sobre a realidade do trânsito nas principais cidades brasileiras, que precisa de modificações urgentes. Congestionamentos cada vez maiores, índices de acidentes e de poluição crescentes e queda na qualidade de vida da população são reflexos do sistema atual.  Para mudar isso, os empresários propõem a implementação do sistema de ônibus rápidos, com criação de vias exclusivas para ônibus, entre outras características. “Os empresários estão preparados para o desafio. Mas é preciso que haja união de todo o setor com o governo”, defendeu Cunha Filho.

De olho na Copa do Mundo de 2014, o governo já começou a se mobilizar, com os  projetos de implementação do sistema em nove das 12 cidades-sede do mundial. Onze bilhões de reais estão sendo aplicados e outros R$ 18 bilhões deverão ser investidos a partir do PAC da Mobilidade. “Temos uma série de questões voltadas para a utilização do transporte. O nosso objetivo é uma integração que beneficia a população. Além disso, que tenhamos um ar limpo”, explicou o secretário nacional de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Luiz Carlos

Mudanças

Um dos objetivos do evento promovido pela NTU é construir uma agenda comum do setor para apresentar a todos os candidatos à presidência da República as necessidades de mudança nas principais cidades brasileiras.

“Os projetos de BRT vão permitir um salto de qualidade no transporte público. Isso cria um novo conceito na oferta de serviços. Discutir esse tema é importantíssimo para encontrar uma solução para o transporte público”, defendeu o presidente da NTU, Otávio Vieira da Cunha Filho.

O presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), Ailton Brasiliense, disse que este é o momento ideal para iniciar uma renovação no transporte público brasileiro.

“Até 2030, vamos ter mais 40 milhões de habitantes no país. E a grande maioria deles vai morar nas cidades. Com isso, teremos distâncias maiores e altas tarifas. Precisamos investir para termos cidades melhores”, destacou Brasiliense.


Aerton Guimarães
Redação CNT

Nenhum comentário:

Postar um comentário