quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Ônibus BRT terá GPS, TV digital, internet sem fio, câmeras de segurança, computador de bordo, sistemas de indicação de parada audiovisual e gerenciamento de frota

01/09/2011 - Diario do Grande ABC

Quem não se lembra daqueles antigos ônibus da EMTU? Exatamente, aqueles em que nos sentávamos sobre o motor quando escolhíamos ser a turma do fundão durante as viagens urbanas e, de quebra, nos deixavam com cheiro de óleo queimado...

Mas os tempos mudaram e, por volta da década de 1990, nos deparávamos com modelos mais modernos, que traziam as mesmas lanternas do Volkswagen Gol, mas alojadas de maneira invertida.

Com o passar dos anos, as tecnologias e cabeças pensantes foram se aperfeiçoando e, claro, não podemos nos esquecer da alarmante piora na mobilidade urbana e da preocupação com o meio ambiente.

Dentro desse contexto, eis que surge o sistema BRT (sigla que vem de Bus Rapid Transit, ou ônibus de trânsito rápido, em português).

Esse tipo de transporte é encontrado em várias cidades espalhadas pelo mundo (acima de 600 mil habitantes) e, além de diminuir o tempo de viagem, a vantagem aqui é garantir mais conforto e comodidade aos passageiros - tarefa quase impossível nos dias de hoje. Para isso, a Marcopolo lançou o Viale BRT.

Após dois anos de pesquisas e desenvolvimento, o modelo chega ao mercado com design inspirado nos famosos trens-bala, tudo "para dar a ideia de segurança, fluidez, conforto e eficiência", diz o gerente de design da Marcopolo, Petras Amaral.

Na frente, além dos faróis em LEDs (com o Daytime Running Light, inédito no Brasil,que tem acendimento automático mesmo durante o dia), um dos maiores destaques deste coletivo é o para-brisa totalmente liso que, além da leveza no design, permite mais facilidade em termos de visualização do motorista.

Os espelhos retrovisores são integrados à carroceria e têm indicadores de direção. Já na traseira, nada de reaproveitar as lanternas de automóveis populares. Aqui, as luzes em LED formam filetes verticais que casam com o desenho da tampa posterior e do para-choque.

Vale destacar que a carroceria é feita em estrutura de aço e laterais em alumínio. Os vidros laterais são colados.

Na versão articulado 6x2, o modelo tem até 21 metros de comprimento e capacidade para 145 passageiros. Há também o 8x2, de até 23 metros e o biarticulado 8x2: 28 metros.
Com largura de 2,6 metros e 3,56 metros de altura, o veículo garante amplitude de espaço, pois a configuração das poltronas proporciona maior área livre e facilita a circulação de passageiros.

O sistema de ar-condicionado foi integrado ao teto. Há alto-falantes e espaço para propaganda nas laterais superiores.

No mais, o Viale BRT tem GPS, TV digital, internet sem fio, câmeras de segurança, computador de bordo, sistemas de indicação de parada audiovisual e gerenciamento de frota. Sem contar que o veículo é equipado com câmbio automático e, como no metrô, não se movimenta com as portas abertas.
Ainda há uma cabine individual para o motorista, novo painel, câmera de ré e sistema de indicação audiovisual de parada, disponível nos monitores do salão de passageiros.

De acordo com o diretor de operações comerciais para o mercado brasileiro da Marcopolo, Paulo Corso, a marca desenvolveu o Viale BRT com várias configurações e capacidades de passageiros, acessibilidade e altura da plataforma, tudo para atender às diversidades de cada município brasileiro."

Nenhum comentário:

Postar um comentário